CONTACTE-NOS
  • bg
  • bg
  • bg

DR. PEDRO SERRA - PODOLOGISTA / PODIATRA | OEIRAS, ESTORIL, SANTO TIRSO, PORTO, FUNCHAL, PAÇO DE ARCOS, SINTRA, CASCAIS

Tratamento do Pé

Micoses

Onicomicoses e Dermatomicose 

Micose é o nome genérico dado a várias infecções causadas por fungos. Existem cerca de 230 mil tipos de fungos, mas apenas 100 tipos aproximadamente que causam infecção.

Visto que os fungos estão em toda a parte, é inevitável a exposição a eles. Em condições favoráveis (como ambientes com muita humidade e calor excessivo), os fungos reproduzem-se e podem dar origem a um processo infeccioso que, dependendo do fungo ou da região afectada, pode ser superficial ou profundo.

Algumas formas comuns de se contrair uma micose:

- Contacto com animais de estimação.

- Em chuveiros públicos.

- Em lava-pés de piscinas e saunas.

- Ao andar descalço em pisos húmidos ou públicos.

- Uso de toalhas compartilhadas ou mal-lavadas.

- Equipamentos de uso comum (botas, luvas).

- Uso de roupas e calçados de outros indivíduos.

- Uso de alicates de cutículas, tesouras e lixas não-esterilizadas.

- Contacto com material contaminado em geral.

- Uso de roupas húmidas por tempo prolongado.

- Uso de sapatos com pouco arejo.

Alguns procedimentos que diminuem o risco de se contrair uma micose:

- Evite andar descalço em pisos humidos.

- Nunca use toalhas compartilhadas, especialmente se estiverem húmidas ou mal lavadas;

- Após o banho enxugue-se bem, principalmente nas áreas de dobras, como o espaço entre os dedos dos pés e virilha;

- Use sempre roupas íntimas de fibras naturais como o algodão, pois as fibras sintéticas prejudicam a transpiração;

- Verifique se os objectos de manicure, como alicates, tesouras e lixas são esterilizados. Melhor ainda se tiver um de uso exclusivo seu;

- Em contacto prolongado com detergentes, use luvas e enxague as mãos;

- Evite utilizar pentes ou escovas de cabelo de outras pessoas;

- Evitar uso de roupas molhadas.

Os sintomas da micose são de acordo com o tipo e a extensão da manifestação, e os mais comuns são:

-Podem afectar pele ou unhas ou os dois em simultaneo

- Comichão; - Descamação da pele;

- Irritação;

- Vermelhidão;

- Alteração na cor em determinada parte da pele;

- Quando as unhas ficam com aparência esverdeada e escura, em seguida oca. Caso não haja o cuidado devido perde-se a unha e a micose persiste, podendo seguir para a corrente sanguínea;

- A micose pode ser apresentada em forma de frieira que ocorre geralmente nos pés e entre os dedos, em forma de impigem, ou na virilha, onde ocorre a formação de uma grande placa avermelhada com os sintomas descritos acima.

Tratamento

Existem medicamentos rápidos, eficazes e seguros para o tratamento de micose. Mas, apesar de ser um tratamento simples, exige persistência, porque é comum pensar que o fungo está eliminado, quando na verdade não está. Portanto, o paciente não deve interromper o tratamento quando se sentir melhor. Deve seguir corretamente o tratamento indicado pelo podologista. 

Actualmente existem outras opções terapeuticas para o tratamento destas infecções momeadamente o tratamento com laser.

Verrugas

Verrugas são pequenos crescimentos na pele, que geralmente não são dolorosos. Causadas por um vírus (Papiloma Virus), as verrugas quase sempre são inofensivas e podem desaparecer sozinhas. Elas podem surgir em qualquer parte do corpo e podem ser de diversos tipos também.Verrugas podem variar muito de tamanho e formato de uma para outra. A textura também tende a ser diferente, podendo apresentar desde superfícies lisas até mais rugosas.

Quando as Verrugas se localizam na planta do pé são normalmente dolorosas pela pressão e calçado.

Tipos

Existem diversos tipos possíveis de verrugas:                      

- Verruga plantar

- Verruga genital

- Verruga periungual

- Verruga subungual

- Verruga comum

- Verruga filiforme

- Verruga vulgar

- Verruga plana.

Causas

Existem inúmeras causas possíveis para o surgimento de verrugas. Elas são causadas por um vírus chamado Papiloma Vírus Humano – conhecido popularmente como HPV, que infecta a camada superior da pele, causando as verrugas. Elas podem surgir mais facilmente quando a pessoa apresenta alguma lesão ou corte na pele. Por isso é tão comum encontrar verrugas em crianças.

É igualmente possível, aliás, transmitir verrugas para outras pessoas também, principalmente por meio do toque, num processo chamado de auto inoculação – muito comum em balnearios, ginásios, piscinas, clubes, etc. A reinfecção também é possível. Uma pessoa não se torna imune a verrugas se já apresentou uma alguma vez.

Factores de Risco

Qualquer pessoa está sujeita a apresentar verrugas eventualmente, mas alguns comportamentos são considerados facilitadores para o surgimento delas, como:Ser uma criança ou préadolescente, que costumam sofrer mais lesões na pele do que pessoas adultas, em Pessoas que roem as unhas das mãos. Pessoas com sistema imunológico enfraquecido, como portadores do vírus HIV ou de doenças autoimunes.

  

Pé diabético

O Pé Diabético é uma das complicações mais frequentes da Diabetes que afecta cerca de 15% dos diabéticos em geral (20% no grupo com mais de 60 anos.

A úlcera do pé e amputação do membro inferior, são as principais consequências, das complicações do "pé diabético", cerca de 85% das amputações começam com úlcera com um acréscimo importante da mortalidade e morbilidade desta população.

A elevada prevalência dos factores de risco para úlceras do pé justifica a importância de uma consulta de triagem atempada.

 

Calosidades e Alterações de Pele

A pele é o maior órgão do nosso corpo, forma uma barreira com o exterior do organismo, protege-nos e é responsável pela termorregulação e é composta pela Epiderme e a Derme.

Diariamente encontramos na prática podológica lesões na pele que podem apresentar-se devido a patologias sistémicas, patologias adquiridas ou mesmo alterações de natureza genética.

Muitos dos problemas que causam dores nos pés são facilmente tratáveis. No caso das queratoses plantares, o tratamento inicial, passa pela remoção e aplicação de ortóteses plantares.

São aplicadas habitualmente ortóteses subdigitais e interdigitais para as queratopatias rijas ou moles digitais. As descargas metatarsais podem aliviar a pressão associada às queratoses plantares.

Alterações de Apoio em Adultos e Crianças | Podopediatria

O diagnóstico e o tratamento precoce do pé da criança é fundamental para assegurar um crescimento correcto e prevenir o aparecimento de alterações estruturais e funcionais. O crescimento e desenvolvimento do pé da criança, deve ser acompanhado pelo Podologista assegurando um tratamento especializado e personalizado.
 

Podologia Desportiva

O estudo e tratamento preventivo do pé do desportista evita o aparecimento de algumas lesões. 

Lesões do pé e tornozelo podem ocorrer em atletas de alta competição, mas ocorrem principalmente em atletas amadores.

O tratamento podológico das lesões do pé provocadas pelo desporto é indispensável para proporcionar uma melhor qualidade de vida e um melhor rendimento desportivo.

 

DR. PEDRO SERRA - PODOLOGISTA / PODIATRA
OEIRAS, SANTO TIRSO, PORTO, ESTORIL, FUNCHAL, PAÇO DE ARCOS, SINTRA, CASCAIS

Podologista, Podologia Infantil, Podologia Geriátrica, Podiatria Clínica, Clínica Podiatria, Clínica Podologia, Consultas Podologia, Consulta Podologista, Cirurgia do Pé, Medicina Podiátrica, Tratamento Micoses, Tratamento Onicomicoses, Tratamento Dermatomicoses, Tratamento do pé, Tratamento pé da criança, Tratamento pé do idoso, Tratamento pé de risco, Tratamento Pé Diabetico, Tratamento pé do desportista, Tratamento Verrugas, Tratamento Unhas Encravadas, Tratamento Calosidades, Tratamento de Joanetes, Tratamento esporão calcâneo, Tratamento dedos em garra, Tratamento neuroma de Morton, Tratamento onicocriptose

 

Área de Clientes: